was successfully added to your cart.

Sabias que tens a capacidade de construir a tua Vida como queres que seja?

Tu mesmo decides os caminhos que queres enfrentar conforme as escolhas que te são dadas.

Tens constantemente a liberdade, ou seja o livre-arbítrio de decidir as tuas acções e os teus pensamentos.

Muitas vezes pensamos que não temos escolha, ficamos bloqueados num meio ou numa situação com medo de sair da nossa querida zona de conforto… com Medo do desconhecido, o que revela a nossa falta de confiança.

 

STOPP!! Isso é tudo crença limitativa! Tens a Escolha e a Responsabilidade de Criar a tua própria Vida.

 

# Eu??? Com a capacidade de construir a minha Vida?

 

1 – Já sabemos que somos uma Alma querendo fazer uma experiência Terrestre.

2 – Também sabemos que queremos experimentar várias situações com a vontade de melhorar, de curar as nossas mágoas, ultrapassar os nossos limites, descobrir a nossa Luz e isso com a ajuda da nossa equipa: Estamos acompanhados diariamente por Guias!

Sim tens toda a capacidade de criar a tua Vida, e começa por deixar de considerares-te como uma Vítima da vida, mas sim como o próprio autor ou mestre dela.

 

# Sabias que antes de vir, preparaste um plano completo para superar-te?

Um plano com o qual poderás espalhar a tua luz nesse mundo, uma maneira de poder conectar-te ao teu Ser, sem máscara, sem filtros, simplesmente com paz e harmonia.

Chama-se o plano de incarnação, ou seja as grandes linhas que decidiste Viver, Partilhar, Experimentar, Ser.

As grandes linhas do nosso destino estão traçadas, sem dúvida; A questão é … para caminhar do ponto A até o ponto B… não é fácil..!

Mas no fundo que valor daremos a nossa vida se tudo fosse fácil ??

Podemos representar o sentido da Vida como um labirinto; pelo menos foi assim que me foi transmitido pela minha Equipa!

Tu tens uma meta, um objectivo: sair desse labirinto cheio de experiência, de emoções, de aprendizagem e de lições. No fundo ser Maior! Mas muitas vezes foi-me chamada a atenção à seguinte maneira:

 

“O essencial não é o Destino, Sim a Viagem”

 

O Essencial é contemplar as belezas dessa Viagem, as surpresas que te vão aparecer, as futuras inspirações, as grandes lições que vais tirar dessa viagem, e acompanhar outras aberturas sobre a Vida.

 

Através desse plano de Incarnação decidiste várias Missões de Vida, ou seja as maiores linhas traçadas: Ser mãe, ser Bombeiro, ser Escritora, Criar uma associação… What Else.. isso tudo com o objetivo de te fazer evoluir.

#E se a possibilidade de Escolha surgir??

A liberdade de escolher é constante, diária, desde da decisão de tomar um Chá ou um café, até às maiores decisões da Vida.

O que acontece é mesmo isso:

 

 

#Duas escolhas perante uma situação, e qual escolher?

Analisa bem a imagem acima apresentada.

O caminho da direita é aquele no qual vai surgir uma caminhada monótona; com paz, luz, felicidade, harmonia, com plena Consciência, mas no fundo com pouca aprendizagem.

O caminho da esquerda, é aquele no qual vamos encontrar obstáculos, no qual muitas vezes não vamos conseguir ver a Luz do fundo, onde tropeçamos, levantamos de novo, demoramos mais a chegar à etapa seguinte e seguramente com mais aprendizagem do que o da direita.

 

A solução é confiar no que a Vida nos apresenta ou envia diariamente.

Como? Com as pessoas que encontramos, as surpresas, as situações, os obstáculos de forma a poder ter consciência de certas rotas que deveríamos seguir.

 

 

A solução é mesmo ouvir diariamente o que o nosso coração nos diz, ouvir essa Intuição, estar atento aos sinais que a Vida nos envia, mesmo se é difícil ao inicio. Aceitar ou acreditar que seria o melhor caminho para nós: a palavra fundamental para esse artigo seria:

 

Confiança

 

 


 

Todos os dias vejo pessoas bloqueadas, desanimadas, sem optimismo pela Vida, pelo que fazem, pelo que são ou pelo trabalho que têm.

Muitas vezes essas pessoas ficam naquela zona de conforto, mas no fundo com imensa tristeza, revolta ou frustração. Muitas dessas pessoas vão dizer: não tenho escolha, não consigo, não tenho vontade, sou uma vítima, Sim… és o maior destruidor da Tua Vida sim!!

Há pessoas que vão rejeitar a própria dor sobre os outros, como por exemplo quando vou buscar pão na padaria , nem um bom dia recebo e quase tenho que pedir desculpa pelo incómodo …

Eu vejo essas pessoas como pessoas sem gosto por aquilo que fazem, e sabes porquê? Porque ainda não tomaram consciência que podem construir a própria Vida.

Que tinham o direito de ser ainda mais felizes; a questão é começar a fazer por isso.

No meu exemplo,  nunca tive medo do que a Vida podia trazer, segui o meu caminho e obviamente bati muitas vezes a cabeça contra muitas paredes e com gratidão! Não seria o que sou hoje sem esses obstáculos. Pois muitas vezes percorri aquele caminho esquerdo 🙂

 

Acreditar

 

A minha razão de viver sempre foi Descobrir, aprender, ver outros caminhos… Tenho 30 anos e parece que já tive 7 vidas numa… porque Vivi!!

Na minha Vida, nunca fiquei mais de 5 anos num sítio, viajei muito, conheci muita gente, fiz muitas coisas,  até o dia que decidi deixar de lutar pela Vida, porque não era ao lutar que estava mais feliz.

E sabes porquê? Porque inconscientemente estava no estado de “luta diária”, até ao ponto de estar farta de lutar por aquilo que no fundo nem dava felicidade, até que tomei consciência disso e comecei realmente a Viver!

Aprendi, que quando menos esperava, as coisa do mais justas chegavam naturalmente. Pratica o desapego total na tua Vida, concentra-te no teu bem-estar e ouve diariamente o que o teu coração te diz, sem estar à espera de algo.

A minha força sempre foi ouvir o meu coração onde me indicava um caminho, sem ouvir o Ego, ou aquela Voz destruidora que te diz.. “e Se… e Se…” porque sempre soube que esse caminho era o melhor para mim, para eu crescer.

Estamos aqui a enfrentar a nossa individualidade conectados a tudo e todos, nunca sozinhos!!! Estejam atentos às direções que a Vida nos propõe porque é sempre a mais justa para nós.

 

A melhor maneira de seguir o nosso caminho é, acalmar as nossas emoções e refletir sobre esta pergunta:

 

Qual seria a tua Vida se não tivesses medo de nada?

 

A resposta a essa pergunta vai dar-te as chaves para o caminho certo. Podemos realmente viver com o Medo de sair da nossa Zona de Conforto mas toda aprendizagem e capacidade de ação têm o seu tempo.

 

Não, não mudamos a nossa maneira de funcionar, de pensar num dia.. temos toda a Vida! Só precisamos de treinar a nossa mente, aprender com os nossos erros e dar abertura para entrar na nossa vida a Abundância.

 

Tratem bem de vocês, e começem a Ser a partir de hoje!

 

 

Good Vibes ♥

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leave a Reply